Contas bancárias: o que fazer quando o titular morre?

Lidar com a morte de um familiar é um processo duro do ponto de vista emocional. E nestas situações, é quase sempre difícil manter o lado racional para conseguir lidar com todas as burocracias inerentes a um processo de falecimento. Muitas dúvidas emergem relativamente às contas bancárias do falecido. Transfiro os bens para a minha conta? Tenho que pagar algum imposto? Quem tem acesso à conta?

Conheça alguns dos passos burocráticos que devem ser dados após o falecimento de uma pessoa próxima.

Conheça alguns dos passos burocráticos que devem ser dados após o falecimento de uma pessoa próxima.

Informe a instituição

Antes de tentar aceder e movimentar o dinheiro da conta do falecido, deve comunicar à instituição de crédito onde está sedada a conta da morte do titular. Apresente a certidão de óbito e de habilitação de herdeiros, para comprovar a relação com o titular. Esta declaração deve ser pedida junto da Conservatória do Registo Civil, idealmente pelo familiar mais próximo, mas o pedido também pode ser feito e tratado pela agência funerária.

Quem tem acesso à conta?

Os herdeiros podem aceder e movimentar a conta. Mas, para tal, têm de comprovar a sua qualidade (herdeiro) junto da instituição financeira.

Saiba mais aqui!

Destaques
Notícias Recentes
Arquivo
Search By Tags
Nenhum tag.
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© 2020 Garcia & Resende

  • Black Facebook Icon